Brechós de Buenos Aires: reciclar está na moda!

O mapa dos brechós de Buenos Aires se espalha por toda a cidade e inclui desde as lojas “normais”, com todo o tipo de roupas, que aqui às vezes são chamadas também de “feira americana”, até lojas bem específicas como second-hand de vestidos de noivas e de artigos de crianças. Reciclar ou reusar é uma boa para quem quer economizar não somente umas pratinhas, mas também os recursos naturais do planeta.

 

BRECHÓS DE BUENOS AIRES

 

brechos de buenos aires juan perez1

 

BRECHÓS DE BUENOS AIRES

GALPÓN DE ROPA

 

Os donos desse brechó começaram com uma plataforma online, depois seguiram com feiras mensais, até abrir uma loja. Hoje são quatro! Uma em Villa Crespo, outra em Las Cañitas, no Distrito Arcos e também uma em Corrientes, sendo que esta é somente de venda de roupas (não recebe).  A cada dia chegam de 100 a 150 roupas novas (novas usadas!) em cada loja. Os lugares são bem bacanas, sem aquele cheiro de mofo dos brechós antigos. Para quem quiser vender, tá tudo explicadinho no site do Galpón de Ropa. Onde: Loyola 851 e Jorge Newbery 1967 (abrem de terça a sábado, das 12h às 19h, e aos domingos, das 14h às 19h),  Arcos 2140 e Av. Corrientes 3751. Espie a página em Facebook.

brechos de buenos aires galpon de ropa

 

BRECHÓS DE BUENOS AIRES

JUAN PÉREZ

 

Esse é o maior e o mais famoso brechó da cidade, onde você encontra desde roupas para o dia-a-dia  até pret à porter ou alta costura, tanto de marcas nacionais e internacionais e grifes como Louis Vuitton, Moschino, Escada e Chanel. A ideia é não ter pressa e garimpar. Os preços variam de acordo com a qualidade do produto. São duas lojas, uma na Marcelo T. De Alvear 1355  e outra na mesma rua, mas no número 1441. Abre de segunda a sexta, das 11h às 19h. Espie o site da loja no Facebook.

brechos de buenos aires juan perez abre

 

BRECHÓS DE BUENOS AIRES

I LOVE VINTAGE

 

Essa é uma loja muito bacana para quem tem crianças. Oferece roupas usadas de primeiríssima linha para pequenos de 0 a 8 anos, tudo com pouco uso e cuidadosamente selecionado e guardado. O preço é fixado de acordo o estado da peça, a marca, a demanda e a exclusividade. Há desde peças bem simples até roupas de grife, além de brinquedos e acessórios, como berços e carrinhos. Um percentual das vendas vai para a ONG Las Tunas. Fica na Vicente López 1661 Loja 16 (Recoleta) e abre de segunda a sexta, das 10h30 às 19h30 e sábados das 10h30 às 14h30. Uma amostra do que eles vendem está na Fanpage I Love Vintage

brechos de buenos aires i love vintage

 

BRECHÓS DE BUENOS AIRES

NOVIAS AL GARAGE

 

Esse brechó é só de vestidos de noiva e só funciona com hora marcada. Você pode comprar ou vender o seu, sem comissão! O que você paga é um valor fixo, em pesos, para expor o vestido no site. Se você está buscando um, dá para escolher por estilo (romântico, vintage, sexy, com bordados, etc), por preço (a partir de 8.000 pesos) e por antiguidade. Há um espaço para as roupas mais novas, que vão chegando a cada mês. Dê uma espiada no Novias al Garage

slidehome01

 

BRECHÓS DE BUENOS AIRES

VITTORITA

 

O Vittorita não é bem um brechó, porque vende roupas antigas sem uso ou novas, sempre peças únicas garimpadas pela cidade por duas irmãs, como este vestido da foto abaixo, todo em guipur branco com botões forrados e mangas 3/4 É um lugar bem bacana, mas é só abre aos sábados ou com hora marcada durante a semana. Também dá para comprar online! Espiam as novidades no facebook do Vittorita. 

brechos de buenos aires vittorita

 

 

Outros lugares para explorar:

 

Se está planejando sua viagem a Buenos Aires te recomendamos BAIXAR NOSSO APLICATIVO com dicas, lista de restaurantes, hotéis e passeios, se inscrever em nosso CANAL DO YOUTUBE com vídeos e  dicas semanais e nos SEGUIR NO INSTAGRAM para acompanhar nossos posts direto de Buenos Aires.

By |2018-01-25T17:22:14+00:00outubro 26th, 2017|Categories: Blog, COMPRAS + DINHEIRO, ROTEIROS + DICAS|Tags: , , , , |Comentários desativados em Brechós de Buenos Aires: reciclar está na moda!

About the Author:

Gisele Teixeira
Jornalista, gaúcha de nascimento e do mundo por opção, vive em Buenos Aires há oito anos. É editora do blog Aquí me Quedo, declarado de interesse cultural pela Legislatura Portenha em 2015. Das coisas que mais gosta na vida: dançar tango, escrever, fotografar e viajar. É casada com o Edu e tem dois gatos, a Tita e o Polaco.