Que Buenos Aires é internacionalmente conhecida pela beleza arquitetônica de seus clássicos edifícios ao estilo europeu, todos já sabem. Recentemente, inclusive, comentamos sobre a Avenida 9 de Julio, um dos lugares onde há uma grande concentração desses tais edifícios ao redor da região do Microcentro. Mas há um deles, bem no comecinho da avenida, mais precisamente na rua adjacente Cerrito 1350, que se destaca não só pela beleza, mas também por pertencer à nossa nação. Estamos falando, é claro, da Embaixada do Brasil em Buenos Aires.

Embaixada do Brasil em Buenos Aires

A Embaixada do Brasil em Buenos Aires é um excelente exemplo dessa arquitetura francesa herdada pela capital portenha no começo do século XX. Sua localização é também um perfeito exemplo disso, visto que se encontra na divisa entre o bairro Recoleta e Retiro e na esquina com a Avenida Alvear, conhecida por ser uma das avenidas mais glamorosas de Buenos Aires, com diversos palácios e imponentes edifícios, como Palacio Duhau, Nunciatura Apostólica, Palacio Ortiz Basualdo e muitos outros.

O majestoso e deslumbrante edifício hoje conhecido como a Embaixada do Brasil em Buenos Aires foi encomendado para ser originalmente a residência de um rico proprietário de terra chamado Celedonio Pereda, quem chamou um renomado arquiteto francês Louis Martin para desenhá-la inspirado no Museu Jacquemart-André de Paris, um importante edifício do século XVIII na França. O palácio possui três andares e mais de 50 cômodos de muito luxo e abundância, decorados com ouro e pedras da melhor qualidade.

A inspiração foi levada a sério e tanto a fachada quanto a decoração interior foram fortemente baseadas no desenho-exemplo francês. Em 1919 começaram as obras e devido a desentendimentos entre Pereda e Martin, em 1920 foi chamado outro arquiteto chamado Julio Dormal para continuar as obras.

Para a decoração interior, Pereda também não poupou gastos. Encomendou uma série de ostentosas pinturas e murais do célebre pintor catalão José Maria Sert, que realizou as pinturas de acordo com a maquete do palácio, até hoje é considerado uma de suas melhores obras particulares e um complemento indispensável para o charme e elegância do palácio.

As pinturas são de inspiração veneziana, oriental, mediterrânea e hispânica, recriando cenas mitológicas ou populares.

Celidonio Pereda veio a falecer em 1941 e seus herdeiros colocaram o seu palácio à venda. Visto que pouquíssimos anos antes o então presidente do Brasil Getúlio Vargas visitou Buenos Aires e foi hospedado no edifício, o governo brasileiro resolveu adquirir o palácio em 1945 para a sua sede diplomática.

Logo em frente à Embaixada do Brasil em Buenos Aires, no lado oposto da Avenida 9 de Julio, se encontra também o Consulado Brasileiro de Buenos Aires, um importante endereço para os brasileiros na cidade, uma vez que qualquer trâmite e urgência em terras argentinas deverá ser feito ali. Está localizado mais precisamente na Carlos Pellegrini 1363, 5º andar, funciona de 9h até 15h de segunda a sexta-feira.

A Embaixada do Brasil em Buenos Aires ainda mantém toda a elegância que a residência de Pereda almejava intacta, com móveis e decoração original preservada. Inclusive, é um dos pontos do nosso Selfie Tour, o tour exclusivo da Aguiar Buenos Aires que passa pelos principais pontos turísticos da cidade, com guia brasileiro e 4 horas de duração. Quer saber mais? Veja o nosso vídeo do passeio e se interessar entre contato com a gente.

Passeio: Selfie Tour

Dia e horário: Todos os sábados, a partir das 9h30

Consultas e reservas: info@aguiarbuenosaires.com ou preenchendo o formulário abaixo.

Se está planejando sua viagem a Buenos Aires te recomendamos BAIXAR NOSSO APLICATIVO com dicas, lista de restaurantes, hotéis e passeios, se inscrever em nosso CANAL DO YOUTUBE com vídeos e dicas semanais e nos SEGUIR NO INSTAGRAM para acompanhar nossos posts direto de Buenos Aires.

Tem alguma dúvida?

Mês da viagem

Nome

Email

Duvida

Deseja receber nossas ofertas?