Manzana de las Luces: séculos de História

 

 

Buenos Aires é uma cidade de incrível valor arquitetônico. Para todo lado que se olhe, é possível ver antigas e belas construções, testemunhas de diversos momentos da História do País. Muitas delas estão no chamado microcentro portenho. É o caso da Manzana de las Luces, assunto do nosso post de hoje.

 

 

Manzana de las Luces:

séculos de História

 

Manzana_de_las_Luces_vista_desde_arriba_Wikimedia_Roberto_Fiadone_Cret_Commons

 

Um dos significados da palavra Manzana em espanhol é quadra, quarteirão. A Manzana de las Luces é uma quadra histórica de Buenos Aires, delimitada pelas ruas Bolívar, Alsina, Avenida Julio A. Roca (Diagonal Sur) e Perú (continuação da famosa Florida). Reúne várias das construções mais antigas da cidade. Foi chamada assim pela primeira vez em 1821, por um jornal da época chamado El Argos, em referência às instituições intelectuais que funcionavam ali.

 

Manzana de las Luces: tradição intelectual

 

Igrejas_em_Buenos_Aires_San_Ignacio_Flickr_David_Valez

Entre essas instituições, pode-se citar o Colégio de Santo Inácio, depois Colégio São Carlos, hoje Colégio Nacional de Buenos Aires – um dos colégios de nível médio mais prestigiosos de Buenos Aires e de onde já saíram intelectuais, políticos e muitas figuras de destaque da história nacional ; a Igreja de Santo Inácio, a primeira da capital portenha; e o antigo edifício da Universidade de Buenos Aires.

 

Veja nosso post com 8 Igrejas de Buenos Aires para conhecer.

Listamos a Santo Inácio e outras lindas!

 

A Manzana de las Luces abrigou também o primeiro teatro da cidade, o primeiro museu, a Real Imprenta de Niños Expósitos (Real Imprensa das Crianças Órfãs) e a Biblioteca Nacional.

 

 

Manzana de las Luces: o mistério dos túneis

 

Manzana_de_las_Luces_Flickr_Brian_Barbutti

 

Mas a História da cidade também passa por baixo da Manzana de las Luces. Na época colonial, foram construídos túneis, que supostamente seriam utilizados tanto para a defesa quanto para o contrabando de mercadorias. Há quem diga que a ideia era conectar os diversos edifícios dos jesuítas, mas o projeto teria ficado inacabado quando os religiosos tiveram que deixar a cidade, expulsos em 1767. Outros pensam que eram utilizados por seitas ou grupos secretos, como a Maçonaria.

 

Manzana de las Luces: visitas guiadas

 

Manzana_de_las_Luces_Flickr_Inst_María_Auxiliadora_Neuquén

 

Independente do real objetivo dos túneis, percorrer cada recanto da Manzana de las Luces hoje é como voltar no tempo e conhecer um pouco do que foi a Buenos Aires antes da Independência. Um passeio especialmente interessante para quem gosta de História. As visitas guiadas podem ser feitas de segunda a sexta, às 15h e aos sábados e domingos, às 15h, 16h30 e 18h. A entrada custa $50 (pesos) e menores de 6 anos não pagam.

 

Visitas Guiadas:

Segunda a sexta, às 15h. Sábados e domingos, às 15h, 16h30 e 18h.

Valor da entrada custa $50 (pesos).

Menores de 6 anos não pagam.

Endereço: Perú, 272

 

Acesse agora nosso canal do YouTube com vídeos semanais!
Siga nosso Instagram direto de Buenos Aires!

 

Você também pode gostar de:

Catedral Metropolitana de Buenos Aires

Edifício Kavanagh: marco na arquitetura portenha

O que fazer em Buenos Aires na Semana Santa

By |2016-03-26T15:00:35+00:00março 26th, 2016|Categories: ARTE + CULTURA, Blog, PASSEIOS + PONTOS TURÍSTICOS, ROTEIROS + DICAS|Comentários desativados em Manzana de las Luces: séculos de História

About the Author:

Adriana Albuquerque
Piauiense de nascimento, cearense de coração e casada com um portenho, Adriana adotou Buenos Aires há 9 anos. Ela é formada Comunicação Social e mãe de uma adolescente e de um filho pequeno. Uniu-se à equipe da Aguiar para produzir posts para o blog e hoje é a nossa redatora mais ativa. Provavelmente você já leu e anotou uma dicas que ela passou. Apaixonada pelo Brasil, aprendeu a amar também Buenos Aires. Já não pode viver sem mate, o chimarrão local. Adora ler, comer e viajar.