Muita gente coloca na lista dos programas imperdíveis na capital portenha pelo menos uma visita a uma boa sorveteria da cidade. Freddo, Pérsicco ou Volta estão entre as mais famosas. Mas hoje vamos conhecer a sorveteria mais antiga de Buenos Aires: a Vesúvio.

Sorveteria mais antiga de Buenos Aires: Vesúvio

sorveteria-mais-antiga-de-Buenos-Aires-fachada

A sorveteria mais antiga de Buenos Aires é, na verdade, uma confeitaria! No entanto, a Vesúvio nasceu como sorveteria e, até hoje, continua servindo sorvetes, embora haja diversificado a atividade. O endereço continua o mesmo de quando foi inaugurada: Corrientes, 1181.

Sorveteria mais antiga de Buenos Aires: identidade portenha

sorveteria-mais-antiga-de-Buenos-Aires-02

Foi um casal de imigrantes italianos que trouxe para a Argentina a primeira máquina manual de fazer sorvetes: os Cocitore. Era 1902 quando eles fundaram a Vesúvio. Desde então, tornou-se parte da história da cidade, contribuindo para a formação da própria identidade portenha. Por conta disso, foi declarada lugar de Interesse Cultural pela Legislatura da Cidade Autônoma de Buenos Aires.

Sorveteria mais antiga de Buenos Aires: o início

sorveteria-mais-antiga-de-Buenos-Aires-06

A máquina produtora de sorvete da Vesúvio era operada manualmente. Ou seja, não dependia de energia elétrica, pois era movida a manivela. Tinha uma curiosa engrenagem com um grande cilindro de cobre, rodeado de gelo e sal. E com essa engenhoca os Cocitore fabricavam um sorvete artesanal que já naquela época tinha seus fiéis seguidores.

Sorveteria mais antiga de Buenos Aires:

sorveteria e confeitaria

sorveteria-mais-antiga-de-Buenos-Aires-chocolate

Mas apesar do sucesso do sorvete, a família Cocitore decidiu diversificar. Nada mais justo, já que nos meses mais frios o consumo de sorvete costuma ser menor. Sendo assim, em 1920, surgiu a confeitaria. E, com ela, delícias irresistíveis como churros, chocolate quente, e tortas variadas.

Sorveteria mais antiga de Buenos Aires:

frequentadores ilustres

A partir da década de 1930, a Vesúvio passou a ser frequentada pela elite da cidade. Ou seja, passou a ser ponto de encontro de grandes artistas, músicos, pensadores e escritores. Além deles, também frequentavam o local políticos e empresários influentes.

Entre eles, podemos citar de Carlos Gardel a Juan Manuel Fangio. De Jorge Luis Borges a Astor Piazzola. E de Luis Sandrini a Horacio Ferrer, entre outros.

Sorveteria mais antiga de Buenos Aires:

atividades culturais

sorveteria-mais-antiga-de-Buenos-Aires-05

E se a Vesúvio faz parte da memória e da identidade portenha, ela procura estimular isso também. Por essa razão, costuma ser palco de diversas atividades culturais. Sendo assim, promove apresentações de livros, exposições plásticas e outros.

Sorveteria mais antiga de Buenos Aires:

sabores preferidos

sorveteria-mais-antiga-de-Buenos-Aires-bananasplit

Entre os sabores mais procurados pelos clientes da Vesúvio, estão o tradicional doce de leite, chocolate com laranja, baunilha, sambayón (típico daqui) e o creme Vesúvio. Ficou com água na boca? Pois não deixe de colocar a Vesúvio na sua lista de locais para visitar em sua próxima viagem a Buenos Aires.

Se está planejando sua viagem a Buenos Aires te recomendamos BAIXAR NOSSO APLICATIVO com dicas, lista de restaurantes, hotéis e passeios, se inscrever em nosso CANAL DO YOUTUBE com vídeos e dicas semanais e nos SEGUIR NO INSTAGRAM para acompanhar nossos posts direto de Buenos Aires.

Tem alguma dúvida?

Mês da viagem

Nome

Email

Duvida

Deseja receber nossas ofertas?