Cemitério da Recoleta: um lugar onde a vida pulsa

Beleza arquitetônica, paz, tranquilidade e muitas histórias curiosas estão encerradas entre os muros do Cemitério da Recoleta, um dos passeios mais procurados pelos turistas que vêm a Buenos Aires.

Cemitério da Recoleta: um lugar onde a vida pulsa

cementerio_recoleta_980_2015_c

A ideia de passar algumas horas visitando túmulos e mausoléus em um cemitério pode parecer mórbida para alguns. Mas a verdade é que o Cemitério da Recoleta é muito mais que a última morada de ilustres personagens da história e da arte argentinas. Trata-se de uma verdadeira obra de arte, com mais de 90 abóbadas declaradas  Monumento Histórico Nacional.

Retrato de uma época

IMG_6934

Construído em 1822, o local foi o primeiro cemitério público da cidade. Testemunho de uma época em que o país ganhava importância econômica e as famílias mais ricas e poderosas de Buenos Aires disputavam para ver quem construía os túmulos e mausoléus mais bonitos e refinados.

Valor arquitetônico

Projetado pelo engenheiro francês Próspero Catelin, tem inquestionável valor arquitetônico. O pórtico da entrada principal é formado por quatro colunas em estilo dórico grego e foi concluído em uma das reformas feitas no local, a de 1881. Duas inscrições em latim podem ser lidas na parte superior. Do lado de fora, a frase Requiescant in pace (Descansem em Paz). Do lado de dentro, Expectamus Dominum (Esperamos ao Senhor).

Valor histórico e cultural

cemitério-da-recoleta-tumba

As mais diversas personalidades estão enterradas no Cemitério da Recoleta. São líderes políticos, incluindo presidentes; escritores; Prêmios Nobel; esportistas e outros. Dentre todos, o túmulo de Evita é um dos mais procurados, mas não necessariamente o mais bonito. A cada novo passo é possível perceber a beleza e o cuidado com os detalhes em cada recanto do local. Ao contrário do que se possa esperar, no Cemitério da Recoleta a vida pulsa. Trata-se de um percurso histórico e cultural, que passa longe da morbidez.

Grandes histórias

visita_guiada_cemiterio_recoleta

Cheio de estátuas de anjos ou dos próprios personagens enterrados e de belas inscrições, o Cemitério da Recoleta encerra muitas histórias de romance, fatalidades, infidelidades, homenagens, disputas, promessas, inveja, ciúmes ou simplesmente curiosidades. Geralmente, as esculturas trazem legendas que contam os detalhes de cada pessoa ou família que ali descansa.

A noiva e o zelador

cemitério-da-recoleta-liliana-e-david

Morta em uma avalanche durante sua lua-de-mel, na Áustria, Liliana Crociati foi enterrada com seu vestido de noiva. Ganhou de seus pais uma sepultura que reproduz seu dormitório e tem na porta uma estátua sua junto a Sabú, seu fiel e inseparável cão. Sabú morreu no mesmo dia que sua dona, separado dela por milhares de quilômetros.

David Alleno foi zelador do Cemitério da Recoleta durante quase trinta anos. Passou toda a vida economizando para cumprir o sonho de ser enterrado em seu local de trabalho. Com ajuda de um prêmio que ganhou na loteria, viajou até a Itália para encomendar sua escultura. Reza a lenda que quando o jazigo finalmente ficou pronto, pediu demissão, foi pra casa e se suicidou.

A origem do nome do bairro

O Cemitério da Recoleta encontra-se no famoso bairro de mesmo nome, que foi assim batizado por causa da presença do Convento dos Monges Recoletos, membros da ordem franciscana que se estabeleceu em Buenos Aires no início do século XVIII. Estabelecida a ordem, foi fundada a Igreja Nossa Senhora do Pilar e, ao lado, o cemitério (onde antigamente funcionava a horta dos monges). O edifício onde funcionava o convento abriga hoje o Centro Cultural Recoleta.

Se você pensa em visitar o Cemitério da Recoleta, não deixe de conhecer também o Centro Cultural Recoleta, a Igreja Nossa Senhora do Pilar, a Plaza Francia e o Café La Biela atrações que ficam todas no mesmo entorno.  

Se está planejando sua viagem a Buenos Aires te recomendamos BAIXAR NOSSO APLICATIVO com dicas, lista de restaurantes, hotéis e passeios, se inscrever em nosso CANAL DO YOUTUBE com vídeos e dicas semanais e nos SEGUIR NO INSTAGRAM para acompanhar nossos posts direto de Buenos Aires.

Tem alguma dúvida?

Mês da viagem

Nome

Email

Duvida

Deseja receber nossas ofertas?

By |2018-11-16T20:08:44+00:00agosto 13th, 2018|Categories: ARTE + CULTURA, Blog, PASSEIOS + PONTOS TURÍSTICOS, ROTEIROS + DICAS|Tags: , |Comentários desativados em Cemitério da Recoleta: um lugar onde a vida pulsa

About the Author:

Adriana Albuquerque
Piauiense de nascimento, cearense de coração e casada com um portenho, Adriana adotou Buenos Aires há 9 anos. Ela é formada Comunicação Social e mãe de uma adolescente e de um filho pequeno. Uniu-se à equipe da Aguiar para produzir posts para o blog e hoje é a nossa redatora mais ativa. Provavelmente você já leu e anotou uma dicas que ela passou. Apaixonada pelo Brasil, aprendeu a amar também Buenos Aires. Já não pode viver sem mate, o chimarrão local. Adora ler, comer e viajar.