La Bomba de Tiempo: ritmo e energia!!!

Percussão da melhor qualidade, improvisação e uma energia incrível. Essa é basicamente a receita utilizada pelo grupo argentino La Bomba de Tiempo desde sua estreia, mais de dez anos atrás, e que já foi visto por um público de mais de 5 milhões de pessoas.

 

La Bomba de Tiempo:

ritmo e energia!!!

 

La Bomba de Tiempo_Ministerio_Flickr_05

 

O grupo nasceu em 2006, sob a direção de Santiago Vasquez. A ideia era reunir alguns dos melhores percussionistas de Buenos Aires e arredores interessados no projeto e trabalhar pela primeira vez uma nova linguagem: a direção de Ritmo con Señas (Ritmo com Sinais).

 

Nascia assim La Bomba de Tiempo, que desde então não só tem mostrado uma nova forma de encarar a percussão, como também as noites de segunda-feira!

 

Segundas com La Bomba de Tiempo

 

La Bomba de Tiempo_10

 

Isso mesmo! As noites de segunda passaram a ser noite de trance en estado puro (transe em estado puro) na Ciudad Cultural Konex, onde La Bomba de Tiempo se apresenta regularmente. A direção, que até 2014 seguia sendo responsabilidade de Santiago Vasquez, é hoje revezada com os demais participantes do grupo.

 

Improviso

 

La Bomba de Tiempo_09

 

O melhor disso tudo, e talvez um dos grandes diferenciais de La Bomba de Tiempo, é que as apresentações são realmente únicas, nunca se repetem. Isso porque a direção dos músicos é totalmente improvisada. Eles obedecem aos sinais do diretor da vez, gerando sempre uma performance nova.

 

 La Bomba de Tiempo e de energia

 

La Bomba de Tiempo_11

 

São mais de 70 sinais diferentes que resultam em uma grande troca de energia com o público. Entre o batuque no palco e a dança do público, forja-se uma interação que é um verdadeiro ritual para quem participa. La Bomba de Tiempo é, com perdão do trocadilho, uma bomba de energia!

 

Convidados especiais

 

La Bomba de Tiempo_09

 

La Bomba de Tiempo é formada por onze músicos, dentre eles uma mulher. Além do grupo fixo, eventualmente participam também outros seis percussionistas convidados que tocam em alguns shows.

Também é comum a participação de músicos conhecidos nas apresentações de La Bomba de Tiempo. Ao longo dos quase onze anos do grupo, eles receberam convidados de reconhecimento nacional e internacional. Bersuit Vergarabat, Illya Kuriak & The Valderramas, Los Auténticos Decadentes, Paulinho Moska, Pedro Aznar e Jorge Drexler, entre outros, já dividiram o palco com eles.

 

DVD

 

konex-03

 

Em 2014, La Bomba de Tiempo lançou seu primeiro DVD ao vivo, gravado na Ciudad Cultural Konex. Nele participam como convidados: Los Auténticos Decadentes, Illya Kuryaki & The Valderramas, Los Cafres, Mariana Carrizo, Chango Spasiuk e Buenos Aires Brass.

 

E apesar de o grupo apresentar-se todas as segundas no mesmo lugar – Ciudad Cultural Konex –, sobra tempo e interesse também para shows em outros lugares da capital, como o Luna Park e Tecnópolis, e outras cidades dentro e fora da Argentina.

Confira La Bomba de Tiempo

 

La Bomba de Tiempo_14

 

Se você está em Buenos Aires e ainda não planejou a noite de segunda-feira, fica aqui nossa dica. Em tempo: as apresentações do grupo são para maiores de 18 anos.

 

Serviço:

LUNES BOMBA (La Bomba de Tiempo)

Ciudad Cultural Konex

Sarmiento, 3131.

Todas as segundas, das 19h às 22h.

Espetáculo para maiores de 18 anos.

 

Veja mais:

Konex, referência cultural da capital portenha

Baladas em Buenos Aires: Guia 2016

Avenida Corrientes: “A Rua Que Nunca Dorme”

Agenda cultural de Buenos Aires em 2017: motivos para voltar à cidade!

By | 2017-02-24T08:00:35+00:00 Fevereiro 24th, 2017|Categories: ARTE + CULTURA, Blog, ROTEIROS + DICAS, SHOWS + BALADAS|0 Comments

About the Author:

Adriana Albuquerque
Piauiense de nascimento, cearense de coração e casada com um portenho, Adriana adotou Buenos Aires há 7 anos. Ela é formada Comunicação Social, e mãe de uma adolescente e de um filho pequeno. Uniu-se à equipe da Aguiar para produzir posts para o blog e hoje é a nossa redatora mais ativa. Provavelmente você já leu e anotou uma dicas que ela passou. Apaixonada pelo Brasil, aprendeu a amar também Buenos Aires. Já não pode viver sem mate, o chimarrão local. Adora ler, comer e viajar.