Buenos Aires grátis: cinco passeios sem gastar nada!

Buenos Aires grátis não é uma metáfora! A capital argentina é perfeita para tempos de crise ou turistas “mãos de vaca”!  Há uma infinidade de passeios gratuitos, que vão além dos já conhecidos Caminito, Cemitério da Recoletae Casa Rosada – onde você também não paga nada para entrar e conhecer. Curta a primavera e bata perna pela cidade!

Buenos Aires grátis: cinco passeios sem gastar nada!

Buenos Aires grátis

Museu das Malvinas e outros museus

Aproveite a viagem para conhecer um dos mais novos museus argentinos, o Museu Malvinas, que funciona no Espacio para la Memoria y Derechos Humanos (Ex ESMA). São três andares super modernos, divididos em salas temáticas e com muitos recursos didáticos: mapas das ilhas, exposição de fauna e flora, objetos de ex-combatentes e documentos históricos como cartas e fotos. Mas há vários outros museus grátis em Buenos Aires, como o excelente Museu Nacional de Belas Artes, com 16 novas salas, um andar totalmente dedicado às obras de artistas argentinos e ainda esculturas de Rodin e quadros de Monet, Degas, Picasso, El Greco, Goya e Tintoretto.

Buenos Aires grátis: Pátio de Tango

A segunda dica do nosso Buenos Aires grátis é o Pátio de Tango, uma milonga que rola todas as sextas, no fim de tarde, na  Manzana de Las Luces. Durante o inverno em lugar fechado e na primavera e verão no pátio, ao ar livre.Aproveite para conhecer a região, cheia de atrativos. Em apenas um quarteirão do bairro de Montserrat o turista encontra a maior concentração de edifícios históricos por metro quadrado de Buenos Aires. O primeiro museu, a primeira universidade, o primeiro cartório e a primeira Assembleia Legislativa, além do Arquivo Geral. Tudo construído nos séculos 17 e 18. Dizem que a Manzana de Las Luces recebeu este nome por causa da filosofia iluminista das escolas que ocuparam o conjunto de construções históricas da região. A quadra compreende as ruas Alsina, Moreno, Bolívar e Peru. Há enigmáticos túneis subterrâneos que conectam igrejas e edifícios públicos. Visitas guiadas grátis às segundas-feiras. Outras informações AQUI.

Buenos Aires grátis: caminhar por parques e praças

Buenos Aires é totalmente plana, perfeita para caminhadas. Traga um sapato confortável e “bata perna”. Na primavera, a cidade ganha uma luz incrível, ideal para fotos. Aproveite para desvendar Palermo Chico, uma região de antigos palacetes, hoje transformados em sedes de embaixadas, e que fica lindo nesta época, cheio de jacarandás. O bairro nasceu em 1912 pelas mãos do arquiteto Carlos Thays, e mais tarde serviu de inspiração a Le Corbusier para sua Ville Verte, em Paris. Um bom lugar para conhecer outras árvores da vegetação local, como o palo borracho, lapachos e ceibos.

Leia nosso post especial sobre Bike Tour em Parques e Praças

Buenos Aires grátis: apreciar as esculturas ao ar livre

Localizado no bairro de Colegiales, o Mercado das Pulgas é um dos mais tradicionais locais da capital portenha de venda de antiguidades. Trata-se de um enorme galpão, reciclado em 2005, com 166 postos cheios dos mais variados objetos. Um belo passeio para uma tarde de primavera, com a garantia de fotos lindas e criativas na volta para casa.  Fica na esquina de Dorrego e Álvarez Thomas.Fica em Palermo Hollywood. De 3ª a domingo, 10h às 19h.

Leia nosso Guia Prático: Como Economizar em Buenos Aires

Se está planejando sua viagem a Buenos Aires te recomendamos BAIXAR NOSSO APLICATIVO com dicas, lista de restaurantes, hotéis e passeios, se inscrever em nosso CANAL DO YOUTUBE com vídeos e dicas semanais e nos SEGUIR NO INSTAGRAM para acompanhar nossos posts direto de Buenos Aires.

Tem alguma dúvida?

Mês da viagem

Nome

Email

Duvida

Deseja receber nossas ofertas?

By |2018-08-23T23:07:43+00:00fevereiro 27th, 2017|Categories: Blog|Tags: , , , , |Comentários desativados em Buenos Aires grátis: cinco passeios sem gastar nada!

About the Author:

Gisele Teixeira
Jornalista, gaúcha de nascimento e do mundo por opção, vive em Buenos Aires há oito anos. É editora do blog Aquí me Quedo, declarado de interesse cultural pela Legislatura Portenha em 2015. Das coisas que mais gosta na vida: dançar tango, escrever, fotografar e viajar. É casada com o Edu e tem dois gatos, a Tita e o Polaco.