Museu de Armas em Buenos Aires: autêntico

 

Se você não sabe, na Argentina, brasileiro tem fama de gostar de tudo grande. Eles adoram tirar onda com a nossa cara dizendo que pra gente tudo no Brasil é “mais grande”! Pois bem, os argentinos dizem que o Museu de Armas em Buenos Aires é o “mais grande” da América do Sul. Seja verdade ou não, uma coisa é certa: a visita vale a pena!

 

 

Museu de Armas em Buenos Aires: autêntico

 

Museu de Armas em Buenos Aires_montagem

 

Mesmo que você não curta armas, como eu, é impossível sentir-se indiferente diante do arsenal do Museu de Armas de Buenos Aires. Muito mais do que uma simples exposição de canhões, espadas, lanças, sabres, pistolas, fuzis e inúmeros outros objetos, o Museu oferece uma verdadeira aula de História para o visitante. Trata-se de um breve passeio através das armas ao longo dos séculos, focando em sua evolução técnica e histórica.

 

 

 

Museu de Armas em Buenos Aires fica no Palácio Paz

 

Museu de Armas em Buenos Aires_fachada_Cículo Militar

 

O Museu de Armas de Buenos Aires fica num belo edifício em estilo francês do início do século XX, o Palácio Paz, atualmente sede do Círculo Militar. A viagem através dos tempos tem início com armas do século XII e chega até os dias atuais, dividida ao longo de 17 salas e um Pátio de Armas.

 

 

Coleção medieval no 

Museu de Armas em Buenos Aires

 

 

Museu de Armas em Buenos Aires_montagem_Juan de Garay

 

Já na entrada do museu, o visitante é recebido por armaduras que ajudam a criar um clima para tudo o que vem em seguida. Na Sala Juan de Garay, pode-se ver uma coleção de armas medievais a partir do século XII até o século XVII, já depois da Idade Média. São couraças, balestras, escudos, espadas e capacetes, entre outros.

 

 

Museu de Armas em Buenos Aires: 

a evolução das armas de fogo 

 

Museu de Armas em Buenos Aires_Guillermo Brown_02

 

Imponentes armaduras de origem espanhola, alemã e veneziana do século XVII são exibidas na Sala Almirante D. Guillermo Brown, além de algumas armas brancas, como espadas e sabres, originárias de diferentes países. Há também algumas peças que pertenceram a personagens da História argentina. A Sala Fray Luis Beltrán mostra a evolução cronológica dos sistemas de acender as armas de fogo de ombro em vários países.

 

 

 

Sala rende homenagem

a General San Martín

 

Museu de Armas em Buenos Aires_sala_San Martín

 

O Museu de Armas em Buenos Aires tem uma sala em homenagem a San Martín – conhecido como El Libertador, por ter tido papel primordial na independência argentina. Lá ficam expostos um busto do herói nacional mais reverenciado pelos hermanos, uma réplica de seu sabre curvo, quadros que recriam batalhas que comandou e documentos históricos.

 

 

Uniformes em miniatura

no Museu de Armas em Buenos Aires

 

Museu de Armas em Buenos Aires_uniformes_militares

 

Uma curiosa coleção de miniaturas de soldados com diferentes fardas militares mostra na Sala General D. Manuel Belgrano a evolução dos uniformes usados na Argentina desde o período colonial até 1942. Pra quem gosta de miniaturas, como eu, essa talvez seja a sala mais divertida!

 

 

Artes, armas de presidentes e outros

 

Museu de Armas em Buenos Aires_vitrine_presidentes

 

Na Sala VI, denominada Vestíbulo das Artes, há uma coleção de quadros, esculturas e a réplica de uma armadura veneziana do século XVI. Na Sala VII, estão expostas armas de fogo e armas brancas que pertenceram a presidentes argentinos.

 

Museu de Armas em Buenos Aires_vitrine_luis

 

A Sala VIII do Museu de Armas em Buenos Aires, intitulada Tenente Coronel Doña Juana Azurduy de Padilla, exibe uma coleção de baionetas e facões de várias épocas e países, bem como alabardas e lanças medievais de diferentes origens.

 

 

 Homenagem aos combatentes das Malvinas 

no Museu de Armas em Buenos Aires

 

Museu de Armas em Buenos Aires_Malvinas Argentinas_02

 

A sala dedicada aos combatentes da Guerra das Malvinas (1982), onde faleceram 649 soldados argentinos, 255 britânicos, além de 3 civis, expõe uniformes, equipamentos e armas utilizados pelos argentinos durante o conflito, bem como armas tomadas dos ingleses. Essa é uma das feridas abertas na História do País e um tema bem atual: para os argentinos as Islas Malvinas pertencem a seu País, mas são os britânicos que ocupam e têm o controle do território desde 1833 e o chamam de Falklands.

 

 

 Museu de Armas em Buenos Aires: 

Campanha do Deserto

 

Museu de Armas em Buenos Aires_Julio Roca

 

A Sala X leva o nome do ex-presidente, militar e estadista argentino Julio Argentino Roca. Aí são exibidas armas, roupas militares e outros objetos da época da Campanha de Alsina (1876-1877) e da Campanha do Deserto (1879), essa última classificada por muitos historiadores como um verdadeiro genocídio e esforço de purificação étnica, já que levou à morte de milhares de índios e ao deslocamento de outros para zonas mais pobres da região da Patagônia.

 

 

Evolução das armas curtas e metralhadoras

 

Museu de Armas em Buenos Aires_Guemes

 

Chegamos à Sala General D. Martín Miguel de Güemes, onde podemos ver a evolução das armas curtas, desde as pistolas mais primitivas até os modelos modernos semiautomáticos.

 

A evolução técnica das armas ocorrida no final do século XIX até o século XX fica clara na sala seguinte, com a exposição de modelos de metralhadoras automáticas e morteiros.

 

 

Transportes em miniatura e metralhadoras manuais

 

Museu de Armas em Buenos Aires_veículos_miniatura

 

Na Sala XIII, denominada Domingo Faustino Sarmiento, há uma coleção de maquetes de veículos militares (as miniaturas de novo!!!) utilizados pelo Exército Argentino e pesadas metralhadoras manuais, como a Gatling 1865 – 1872, primeira da série, adquirida por Sarmiento, que foi presidente da Argentina de outubro de 1878 a outubro de 1874.

 

 

O Oriente em Armas

 

Museu de Armas em Buenos Aires_Oriente_montagem 

 

Uma das mais interessantes, a Sala Armas do Oriente exibe armaduras cerimoniais, armas brancas e de fogo e outros objetos do Período Edo ou Tokugawa, ditadura feudal estabelecida no Japão em 1603 por Tokugawa Ieyasu e mantida pela família Tokugawa até 1868.

 

Há ainda armas diversas trazidas da China, Turquia, Pérsia (atual Irã), Arábia, Índia e Indochina (atuais Vietnã, Laos e Camboja), entre outros países orientais.

 

 

Canhão antiaéreo no Museu de Armas

em Buenos Aires

 

Museu de Armas em Buenos Aires_Paseo de la Libertad

Na Sala Jorge Newbery estão expostos armas antiaéreas nacionais e estrangeiras, com destaque para o protótipo de um canhão antiaéreo modelo 1927 armado na Argentina. Na Sala Paseo de la Libertad, o visitante encontra-se com a primeira pistola metralhadora do mundo, a Villar Perosa, além de outras armas automáticas e semiautomáticas; armas utilizadas na Guerra del Chaco, da Argentina contra Bolívia e Paraguai (1933 a 1935); granadas; bem como os primeiros fuzis semiautomáticos argentinos; entre outros.

 

 

Canhão Krupp no Museu de Armas

em Buenos Aires

 

Museu de Armas em Buenos Aires_canhão_Krupp

 

Já terminando o passeio pelo Museu de Armas em Buenos Aires, a Sala XVII tem como destaque o canhão Krupp Modelo Argentino 1909, além de peças de artilharia das mais variadas origens, épocas, modelos e calibres.

 

O último ponto do passeio é no Pátio de Armas, onde velhos canhões com seus escudos e nomes reais gravados dão adeus ao visitante, além de bombardas e canhões da 1ª Guerra Mundial.

 

 

 

Museu de Armas em Buenos Aires: souvenir e objetos exclusivos

 

Antes de ir embora, passe na lojinha do Museu de Armas em Buenos Aires. Você vai encontrar várias opções de lembrancinhas, livros e objetos exclusivos.

 

Se está planejando sua viagem a Buenos Aires te recomendamos BAIXAR NOSSO APLICATIVO com dicas, lista de restaurantes, hotéis e passeios, se inscrever em nosso CANAL DO YOUTUBE com vídeos e  dicas semanais e nos SEGUIR NO INSTAGRAM para acompanhar nossos posts direto de Buenos Aires.

Serviço:

 

Museu de Armas de la Nación

Endereço: Avenida Santa Fé, 702 (em frente à Praça San Martín)

Telefone: 4311.1071/ 1079 (Ramal 247)

E-mail: museo@circulomilitar.org

Horário de visitas: de segunda a sexta, das 13h às 19h

 

Leia também:

Praça San Martín: verde, monumentos e História!

Lugares para visitar em Buenos Aires

Edifício Kavanagh: marco na arquitetura portenha

By |2017-06-10T08:00:00+00:00junho 10th, 2017|Categories: ARTE + CULTURA, Blog, PASSEIOS + PONTOS TURÍSTICOS, ROTEIROS + DICAS|Comentários desativados em Museu de Armas em Buenos Aires: autêntico

About the Author:

Adriana Albuquerque
Piauiense de nascimento, cearense de coração e casada com um portenho, Adriana adotou Buenos Aires há 9 anos. Ela é formada Comunicação Social e mãe de uma adolescente e de um filho pequeno. Uniu-se à equipe da Aguiar para produzir posts para o blog e hoje é a nossa redatora mais ativa. Provavelmente você já leu e anotou uma dicas que ela passou. Apaixonada pelo Brasil, aprendeu a amar também Buenos Aires. Já não pode viver sem mate, o chimarrão local. Adora ler, comer e viajar.