Táxi ou Uber em Buenos Aires: a escolha é sua!

Táxi ou Uber em Buenos Aires? O que é melhor? Quanto custa cada um? O Uber está regulamentado na Argentina? Fique com a gente e saiba as respostas para todas essas perguntas!

Táxi ou Uber em Buenos Aires: a escolha é sua!

É claro que toda regra tem exceção, mas em geral todo turista depende de transporte público para locomover-se pela cidade – a menos que tenha parentes ou amigos no local que sirvam de “motorista”, aluguem um carro ou tenham viajado com seu próprio veículo. No post de hoje, vamos falar sobre duas opções: táxi ou Uber em Buenos Aires, para que você possa escolher melhor.

Táxi ou Uber em Buenos Aires: o táxi

Buenos Aires tem um serviço de transporte público coletivo relativamente amplo e eficiente, mas muitas vezes o táxi pode ser a melhor opção, dependendo dos pontos de deslocamento, horários e outras questões.

Andar de táxi na cidade já foi mais barato, mas apesar de que hoje as tarifas já não são muito atrativas, ainda assim é um meio de transporte bastante acessível. É importante saber que os táxis não aceitam levar mais do que quatro passageiros, contando inclusive as crianças.

Táxi ou Uber em Buenos Aires: valores atuais da corrida de táxi

A bandeirada do táxi na Argentina atualmente custa $27,70 durante o dia. A partir de iniciada a corrida, é cobrado um adicional de $2,77 (chamado ficha) a cada 200 metros ou minuto de espera. Entre as 22h e as 6h há uma tarifa noturna, equivalente a 20% sobre o total da viagem. Esses valores referem-se a outubro de 2017. Para calcular o custo de uma corrida você pode acessar o site do Taxista Virtual.

Para ver valores atualizados das corridas de táxi clique aqui!

Táxi ou Uber em Buenos Aires: táxi por aplicativos

Você também pode optar por usar aplicativos para pedir táxis usando o computador ou o celular, como o Easy Taxi e o Safer Taxi. Eles oferecem mais segurança, menos tempo de espera e até serviço de wi fi, entre outros.

Saiba mais sobre o uso de Táxi em Buenos Aires nesse post!

Táxi ou Uber em Buenos Aires: Uber

Depois de muita polêmica e confusão, assim como ocorreu em outras partes do mundo onde o serviço passou a atuar, o Uber começou a funcionar em Buenos Aires há mais de um ano (abril de 2016). Mas até hoje não está regulamentado, ou seja, não é um serviço autorizado pelo governo. Embora o problema na prática seja do motorista, por uma questão de segurança, o comum aqui é que o passageiro ocupe o lugar ao lado do motorista, de modo que não fique óbvio que se trata de alguém utilizando um Uber.

Táxi ou Uber em Buenos Aires: segurança e preço

E vale a pena passar por isso? Se você usa Uber no Brasil, deve saber que quase sempre vale. Primeiro, porque oferece mais segurança, já que a corrida é monitorada, você vê a foto do motorista antes mesmo dele chegar e a empresa tem todos os dados dele, assim como os seus. Segundo, porque o Uber cobra bem mais barato do que os táxis de uma maneira geral. Só não é assim se houver muita demanda na hora de pedir o carro, o que pode encarecer bastante a corrida. Mas isso você só pode saber na hora de pedir o veículo, não tem como estimar com antecedência.

Táxi ou Uber em Buenos Aires: valores do Uber

Antes de utilizar o serviço de Uber, da mesma forma que no Brasil, o cliente deverá instalar o aplicativo em seu smartphone e se cadastrar no sistema. Para solicitar o serviço, o passageiro vai precisar de conexão com a internet. Mas uma vez no carro, ela já não será necessária, pois é o próprio motorista que terminará a corrida. A tarifa mínima da viagem é de $50 pesos argentinos, enquanto a taxa de cancelamento é de $30.

Táxi ou Uber em Buenos Aires: formas de pagamento do Uber

O pagamento pode ser feito com cartão de crédito pré-cadastrado ou com dinheiro em cash, que passou a ser aceito também desde maio deste ano. A grande desvantagem de pagar com cartão é o IOF que será cobrado, o que deixa o custo menos vantajoso. Mas é uma ótima solução para o turista que não tem dinheiro em espécie no momento que necessita e para aqueles que possuem um pé atrás com os taxistas da cidade. No SITE OFICIAL do Uber Buenos Aires você pode realizar uma estimativa de preço.

Táxi ou Uber em Buenos Aires: outras alternativas

Existem muitos momentos em que tomar um ônibus ou metrô ou mesmo ir caminhando é muito mais vantajoso do que um táxi ou um Uber em Buenos Aires. O ônibus é uma opção econômica e funciona com regularidade. Já o metrô é a forma mais rápida de chegar a qualquer lugar da cidade. São seis linhas, que estão conectadas com as principais avenidas e estações de trens e ônibus e que convergem no microcentro da cidade, a principal zona hoteleira e de atrativos turísticos. Nos dois casos, no entanto, você precisa ter um cartão chamado SUBE para poder utilizar os serviços.

De bike ou a pé pela cidade

Conhecer a cidade a pé ou de bicicleta também são opções saudáveis, ecológicas e econômicas! A cidade convida a passear ao ar livre e tem cerca de 150 km de excelentes ciclovias ligando toda a capital, facilitando a movimentação através de diversos pontos e bairros.

Leia mais aqui sobre como se locomover em Buenos Aires

Se está planejando sua viagem a Buenos Aires te recomendamos BAIXAR NOSSO APLICATIVO com dicas, lista de restaurantes, hotéis e passeios, se inscrever em nosso CANAL DO YOUTUBE com vídeos e dicas semanais e nos SEGUIR NO INSTAGRAM para acompanhar nossos posts direto de Buenos Aires.

Tem alguma dúvida?

Nome

Email

Mês da viagem

Duvida

Deseja receber nossas ofertas?

By | 2018-04-04T10:25:42+00:00 dezembro 18th, 2017|Categories: Blog, COMPRAS + DINHEIRO, DORMIR + BAIRROS, ROTEIROS + DICAS|0 Comments

About the Author:

Adriana Albuquerque
Piauiense de nascimento, cearense de coração e casada com um portenho, Adriana adotou Buenos Aires há 7 anos. Ela é formada Comunicação Social, e mãe de uma adolescente e de um filho pequeno. Uniu-se à equipe da Aguiar para produzir posts para o blog e hoje é a nossa redatora mais ativa. Provavelmente você já leu e anotou uma dicas que ela passou. Apaixonada pelo Brasil, aprendeu a amar também Buenos Aires. Já não pode viver sem mate, o chimarrão local. Adora ler, comer e viajar.