Teatro Colón: um passeio por cem anos de história!

A visita guiada ao Teatro Colón é um passeio imperdível mesmo pra quem não é fã de espetáculos em geral. O programa é um mergulho em um mundo à parte, que conjuga beleza arquitetônica, história, tecnologia moderna e muito talento.

Um passeio pelo Teatro Colón: não perca!

Considerado um dos melhores teatros do mundo, o atual edifício do Teatro Colón completou 100 anos em 2008. Foi inaugurado em 25 de maio de 1908, com a ópera Aida, de Giuseppe Verdi, e declarado Monumento Histórico Nacional em 1989. De 1857 a 1888, funcionou em um outro edifício, em frente à Plaza de Mayo.

Veja aqui nosso post completo sobre a Plaza de Mayo

Teatro Colón: beleza e excelência acústica

Sua beleza arquitetônica e sua excelente qualidade acústica elevam o Teatro Colón ao mesmo nível de outros importantes teatros mundialmente famosos, como o Scala de Milão, a Ópera de Paris, a Ópera de Viena, o Royal Opera House de Londres e o Metropolitan de Nova Iorque.

Teatro Colón: palco de talentos

Muitos artistas famosos já se apresentaram ou estiveram acompanhando suas obras no Teatro Colón. A lista é enorme, mas podemos citar compositores como Richard Strauss e Igor Stravinsky; tenores como Plácido Domingo, José Carreras y Luciano Pavarotti; sopranos como Maria Callas e Kiri Te Kanawa; e bailarinos como Anna Pavlova, Rudolf Nureyev e Mikhail Baryshnikov, só para citar alguns.

As principais orquestras mundiais também provaram a famosa acústica desse templo das artes, como a Filarmônica de Viena, a Sinfônica de Nova Iorque, a Filarmônica de Berlim e a Filarmônica de Londres.

Teatro Colón: obra a seis mãos

A construção do Teatro Colón foi uma obra conjunta de respeitados arquitetos. O projeto inicial é do italiano Francesco Tamburini, falecido em 1891. A partir de então, assume a obra seu sócio e conterrâneo Vittorio Meano (ou Víctor Meano para os portenhos), responsável também pelo deslumbrante palácio do Congresso Nacional.

Por fim, em 1904, após o falecimento de Meano, o belga Jules Dormal foi o encarregado de terminar o projeto. Foi ele o responsável pelo estilo francês na decoração do Teatro Colón.

Teatro Colón: sala principal

Em forma de ferradura, a sala principal do Teatro Colón segue as normas do teatro clássico italiano e francês, e tem capacidade para 2.478 assentos, além de 500 lugares em pé. A cúpula, originalmente, exibia pinturas de Marcel Jambon, que acabaram deteriorando-se, sendo substituídas em 1960 pelo trabalho do argentino Raúl Soldi.

Teatro Colón: orquestra

O fosso da orquestra tem capacidade para 120 músicos e tem condições especiais que, juntamente com outros aspectos da obra, como detalhes na arquitetura e a qualidade dos materiais, promovem uma acústica excepcional e reconhecida mundialmente.

Teatro Colón: um gigante

Por trás de toda a beleza e encantamento do Teatro Colón, há uma impressionante estrutura que o torna auto-suficiente na produção de seus próprios espetáculos. Os subsolos do teatro, embaixo da praça lateral, foram ampliados em 1938 e foi construído um túnel que passou a interligar as diversas oficinas de produção.

Neste mesmo ano, inauguraram-se as oficinas de maquinaria, cenografia, alfaiataria, sapataria, escultura, fotografia, maquiagem e cabelereiro, entre outros.

Entre 1968 e 1972, deu-se lugar a uma nova ampliação no subsolo, onde estão os setores de produção teatral, oficinas cenográficas, salas de ensaios, escritórios administrativos e um refeitório para os funcionários. Foram incorporados depois a sessão técnica de desenho de produção e as oficinas de iluminação, efeitos especiais eletromecânicos e áudio e vídeo.

Teatro Colón: visita guiada

novembro de 2018 em buenos aires

O Teatro Colón está aberto à visitação todos os dias, inclusive feriados (exceto 1º de maio, 24, 25 e 31 de dezembro e 1º de janeiro), a partir das 9h. Os grupos saem a cada 15 minutos e têm no máximo 34 pessoas. A última saída é às 17h, mas é preciso chegar antes para comprar as entradas na bilheteria da rua Tucumán, 1171.

As visitas são feitas em inglês e espanhol, mas podem ser previamente combinadas para que sejam em português ou francês. Elas acontecem todos os dias, das 9h às 17h com saídas a cada 15 minutos e com no máximo 34 visitantes. Nos domingos em que há apresentações gratuitas, as visitas guiadas ficam suspensas entre  10h e 13h30. Quando há apresentações às 17h, a última visita sai às 15h. O valor da entrada para turistas é de $300 pesos argentinos. Menores de 7 anos não pagam.

Se está planejando sua viagem a Buenos Aires te recomendamos BAIXAR NOSSO APLICATIVO com dicas, lista de restaurantes, hotéis e passeios, se inscrever em nosso CANAL DO YOUTUBE com vídeos e dicas semanais e nos SEGUIR NO INSTAGRAM para acompanhar nossos posts direto de Buenos Aires.

Tem alguma dúvida?

Mês da viagem

Nome

Email

Duvida

Deseja receber nossas ofertas?

By |2018-04-10T00:37:49+00:00outubro 22nd, 2015|Categories: ARTE + CULTURA, Blog, PASSEIOS + PONTOS TURÍSTICOS, ROTEIROS + DICAS, SHOWS + BALADAS|Comentários desativados em Teatro Colón: um passeio por cem anos de história!

About the Author:

Adriana Albuquerque
Piauiense de nascimento, cearense de coração e casada com um portenho, Adriana adotou Buenos Aires há 9 anos. Ela é formada Comunicação Social e mãe de uma adolescente e de um filho pequeno. Uniu-se à equipe da Aguiar para produzir posts para o blog e hoje é a nossa redatora mais ativa. Provavelmente você já leu e anotou uma dicas que ela passou. Apaixonada pelo Brasil, aprendeu a amar também Buenos Aires. Já não pode viver sem mate, o chimarrão local. Adora ler, comer e viajar.