Talvez uma das maiores preocupações para quem está viajando para fora do país, seja a Buenos Aires ou para qualquer outro lugar, é em relação a sua própria segurança e o medo de não saber como agir após algum incidente. O fato de não conhecer a cidade, a cultura, os procedimentos e o pior, não saber se comunicar perfeitamente, pode ser um pouco assustador para o viajante, especialmente se é a primeira vez em outro país. Portanto, para isso vamos falar aqui algumas dicas, que no fim servem para qualquer viagem, e que poderão lhe ajudar a se prevenir de possíveis infelicidades e estraga-prazer.

Dicas de Segurança em Buenos Aires para você se prevenir

Primeiramente, para aqueles que estão programando sua viagem a Buenos Aires, é importante saber que a cidade é BEM mais tranquila e segura do que se imagina. É claro, você pode já ter lido ou escutado falar de alguém que teve a má sorte e a infelicidade de ter sido furtado enquanto viajava pela capital, mas é possível se prevenir desses pouquíssimos casos infortúnios. Ou seja, relaxe, não precise ficar paranoico, é só ter cuidado e aproveitar a sua viagem.

Dicas de segurança em Buenos Aires: pertences

Talvez uma das dicas de segurança em Buenos Aires mais importantes para quem quer viajar seguro é se prevenir o máximo e ter o maior cuidado possível com todos os seus pertences, desde documentos à objetos de valor. Afinal, você não precisa ser furtado para perder algo pessoal e acabar com a diversão da viagem.

Documentos: primeiramente, leve somente os documentos que você realmente irá precisar, não perca seu tempo levando documentos desnecessários (o mesmo vale para cartões de banco). Antes de viajar, faça uma cópia de todos os seus documentos que poderá precisar. Faça uma xerox ou digitalize-os para sempre ter como cópia de segurança caso você perca-os. Na hora de viajar, sempre leve-os com vocês a todo momento, em uma pasta ou em um money belt junto com o seu dinheiro e cartões. Quando chegar na cidade, deixe-os guardado junto com a sua mala no hotel e saia apenas com as cópias. É muito mais seguro e evita que você perca os originais. E claro, sempre, sempre leve um cadeado para guardar a sua mala e tente guardar tudo nos cofres e armários do hotel ou albergue, quando disponíveis.

Objetos de valor: bolsas e mochilas: não dê bobeira. Deixe-as sempre com você, sempre à vista, seja em restaurantes, bares, na rua ou qualquer ponto turístico, especialmente em locais de muito movimento. Fique sempre atento aos volumes. Isso também vale para celulares e câmeras. Pode tirar suas fotos à vontade, mas antes de tirá-los e na hora de guardar, seja cauteloso e sensato.

Dicas de segurança em Buenos Aires: câmbio informal

Câmbio informal, câmbio negro, câmbio blue, câmbio paralelo. Não importa o nome, todos sempre assumem o pior. Não é o caso. Por motivos políticos, há alguns anos a Argentina possui dois tipos de câmbios: O câmbio oficial e o informal.

O câmbio oficial, é claro, é feito em casas de câmbio oficiais, como em todo lugar no mundo. O câmbio informal é feito em pequenas casas na rua, geralmente localizadas em galerias no centro da cidade e que normalmente fazem o câmbio de forma mais rápida e, como o nome diz, mais informal. Não é proibido, não é ilegal e quase sempre não é maracutaia. A diferença? O câmbio informal costuma possuir um valor de troca um pouco mais alto, o que sai mais em conta para os viajantes, e bem, a segurança de cada um dos procedimentos.

Acontece que em alguns lugares na cidade, principalmente na região do Microcentro e da Calle Florida, há centenas de pessoas que se espalham atrás de turistas para fazer a troca monetária, gritando incessantemente “CÂMBIO!” durante o dia. Dica: não vá com qualquer um que lhe oferecer um bom negócio. Tente procurar na internet, com algum amigo que já fez a viagem, ou até em agências de turismo.

Há diversas casas de câmbios informais “legítimas” na cidade que podem oferecer bom valor de troca e de forma bem segura e algumas opções que levam até seu hotel. Nunca troque o dinheiro na rua, nunca dê o dinheiro antes e tente sempre conferir as suas notas. Troque o necessário, não em grandes quantidades. Lembre-se: sempre guarde com calma o dinheiro antes de sair da casa de câmbio, não faça esse trabalho na porta ou na rua.

DICA: há pessoas na Florida que oferecem câmbio, mas na verdade querem descobrir quanto o turista tem de dinheiro para avaliar possível roubo. Não diga quanto deseja trocar. Como sugestão, evite trocar na Florida.

Dicas de segurança em Buenos Aires: metrô

Metrô (ou Subte, na Argentina) é sem dúvidas o melhor meio de transporte em Buenos Aires para quem quer ir longe e pagar pouco. São ao todo seis linhas de metrô que vão para praticamente qualquer lugar da cidade, principalmente os pontos turísticos e de interesse ao viajante. É barato, fácil, rápido e bem seguro. Para a sua segurança é tudo bem simples, tudo que você precisa fazer é, novamente, tomar conta de seus pertences. Por exemplo, quando o metrô estiver cheio (e geralmente fica bastante lotado nos horários de pico) não deixe sua mochila ou bolsa para trás. Coloque-as para frente, onde você pode segurá-las e vê-las. No mais, use e desfrute à vontade do metrô, pois será bastante vantajoso.

Dicas de segurança em Buenos Aires: táxi

Ao contrário de ônibus e metrôs, os táxis normalmente são os que mais recebem críticas negativas em Buenos Aires. Não entendam errado, não são todos os taxistas que vão lhe passar para trás, mas existem sim, e não há como negar, àqueles que estão ali para lhe passar a perna. Mas é claro, você não precisa evitar todo os táxis da cidade, até porque todos nós sabemos que às vezes é necessário, seja pelo fato de não conhecer ou não haver transporte público, ou mesmo pela falta de tempo para chegar em determinado lugar. Então, tente sempre pegar táxis de companhias rádio-táxi. Se tiver saindo do hotel ou albergue, peça para a recepção chamar um para você. O mesmo vale se estiver na rua, tente pegar aqueles com a logotipo da companhia. Pode também usar aplicativos para pedir, como explicamos nesse POST AQUI.

aeroporto de buenos aires

E mais algumas dicas:

1- Quando entrar no táxi, leia, grave (ou se preferir até tire uma foto) do documento e placa do taxista exposto no painel e banco do passageiro. Dessa forma, caso aconteça alguma coisa, você terá os dados para reclamar com a companhia de táxi ou a polícia.

2- Todo portenho sabe quem é e quem não é turista na cidade. Então, uma vez no táxi tente apenas não se mostrar tão perdido na cidade, pois o taxista pode tomar proveito disso e dar voltas desnecessárias pela cidade para aumentar o valor da corrida. Além disso, tente sempre, na medida do possível, olhar o endereço e rota na internet, para assim você saber o caminho que o táxi irá pegar.

3- O mais importante: na hora de pagar, faça questão de ver o estado da nota que você irá entregar ao motorista e preste atenção quando ele for lhe entregar o troco. Há vários casos onde o taxista rapidamente troca a sua nota por uma falsa sem você perceber e lhe pede outro alegando ser falsa ou estar rasgada. Caso aconteça isso, pode saber que você está no meio do golpe. Então, tente sempre pagar o táxi com dinheiro trocado e mostre-se esperto para o motorista.

4- Se for pegar táxi do aeroporto ao seu hotel, tente pegar os táxis autorizados de dentro do aeroporto. Eles possuem preços fixos e você faz o pagamento todo antes, ainda dentro do aeroporto. É bastante comum taxistas que esperam na porta do aeroporto terem taxímetros adulterados para que você pague mais na corrida. Ou, é claro, contrate um serviço de transfer.

Neste post te damos mais dicas e informações sobre tudo que você precisa saber antes de pegar um táxi em Buenos Aires

Dicas de segurança em Buenos Aires: notas falsas

Prosseguindo com nossas dicas de segurança em Buenos Aires, assim como dito acima, a questão da nota falsa pode ser um problema em Buenos Aires, mas nada que um pouco de atenção não resolva. Como saber se é falsa? Simples. Em todas as notas originais há desenhos e figuras em marca d’água, de forma que apenas se você olhar contra a luz você poderá enxergar. Então quando você tiver em mãos os primeiros Pesos Argentinos, analise os desenhos, a marca d’água, as cores e textura (que também costumam ser bem diferentes quando falsas). Não é tão comum como se parece, mas é bom se prevenir. Esteja atento de onde a pessoa tira a nota para lhe entregar, pois costumam deixar em lugares diferentes das originais, e sempre que receber alguma nota em táxi ou comércio de rua, analise para não cair no golpe.

Dicas de segurança em Buenos Aires: lugares de concentração turística

Como disse anteriormente, onde há turista, há também sempre alguém querendo tomar vantagem. E em Buenos Aires há muitos pontos turísticos onde SEMPRE reúnem um grandíssimo número de turistas, aí já sabe, fique esperto com as suas coisas e pronto, tudo dará certo.  Como em todo lugar do mundo, em Buenos Aires há também alguns batedores de carteira, celulares e bolsas. Microcentro, Calle Florida, Feira de San Telmo, La Boca e Caminito, são alguns dos exemplos de lugares que estão sempre MUITO cheios, há muito comércio e muita gente tirando celulares e câmeras para tirar fotos. Não que você precise se restringir e deixar tudo guardado, apenas tome cuidado, não chame tanta atenção e fique atento com os pertences na hora de guardá-los. Por outro lado, em todos esses lugares há sempre uma segurança por parte da polícia que costumam estarem de prontidão caso alguma coisa aconteça.

Dicas de segurança em Buenos Aires:  perdeu ou foi roubado?

Agora, você tomou todos os cuidados e por uma infelicidade foi roubado ou perdeu seus documentos que precisa para voltar para casa, o jeito é ir ao Consulado Brasileiro que fica localizado na Carlos Pellegrini, nº 1363, no bairro Microcentro, e fica aberto das 9h às 15h, de segunda a sexta. Mas antes de mais nada, compareça a uma delegacia mais próxima e faça o boletim de ocorrência.

Caso você não tenha tempo para esperar pelo atendimento normal do Consulado, há o Regime de Plantão 24 horas, que funciona para atender brasileiros em situações de emergência ocorridas fora do horário de atendimento ao público e que requeiram providências que não possam aguardar os horários de expediente consular regular.

Assim, você poderá reaver o seu formulário de entrada e saída do país, apresentando o boletim de ocorrência e algum comprovante de nacionalidade. Por telefone, você pode falar pelo (15) 4199-9668 (celular), caso esteja na Argentina, e pelo 00XX549114199 9668, caso esteja no Brasil. Em ambos os casos, você estará falando com um atendente de plantão, em português.

Dicas de segurança em Buenos Aires: números úteis

Por último e não menos importante, se por ventura precisar de chamar a polícia, deixamos os números que poderão lhe ajudar:

911 ou 101: em qualquer um dos números você irá falar com algum atendente da polícia portenha.

107: serviço gratuito de ambulâncias e atenção médica de urgência na cidade.

100: serviço de bombeiros.

Se está planejando sua viagem a Buenos Aires te recomendamos BAIXAR NOSSO APLICATIVO com dicas, lista de restaurantes, hotéis e passeios, se inscrever em nosso CANAL DO YOUTUBE com vídeos e dicas semanais e nos SEGUIR NO INSTAGRAM para acompanhar nossos posts direto de Buenos Aires.

Tem alguma dúvida?

Mês da viagem

Nome

Email

Duvida

Deseja receber nossas ofertas?