Além de história, uma cidade carrega também suas lendas. Que são os casos que perduram por meio do imaginário popular. E o tempo se encarrega de perpetuá-los. Para conhecer algumas dessas histórias que envolvem tragédias, paixão e algo mais, confira algumas dessas lendas de Buenos Aires.

Os fantasmas do Estádio do River Plate

lendas de Buenos Aires

Um clássico River X Boca , num dia 23 de junho, ficou marcado por uma tragédia. Em um Monumental lotado (estádio do River Plate) e uma partida monótona, muitos torcedores resolveram deixar o jogo antes do fim. Porém, a porta 12, sem nenhuma razão aparente, não abriu. Devido a uma avalanche de pessoas desesperadas por sair, acabaram sucumbindo 71 vítimas. Um desastre que nunca foi esclarecido.

lendas de Buenos Aires

Por isso, atualmente, todo dia 23 de junho a lenda conta que fantasmas revoltados dos torcedores atormentam o bairro. O antigo portão 12 hoje leva o nome de portão G. Além disso, um restaurante da Avenida Figueroa Alcorta, nas proximidades do estádio, diz não servir neste dia nenhum tipo de bebida com infusão, pois resultam amargos e de cor escura. 

Enterrada viva no Cemitério da Recoleta

lendas de Buenos Aires

Também conhecida como a “dama de branco”, a lenda de Buenos Aires Rufina Cambaceres está envolvida em uma história de paixão e tragédia. A jovem não resistiu ao desgosto de descobrir que o seu único amor mantinha um caso secreto com a própria mãe. No dia de seu aniversário que aconteceria no majestoso Teatro Colón, teve um ataque cardíaco com a notícia dada por uma amiga. A morte foi confirmada pelos médicos e o enterro ocorreu no dia seguinte.

Contudo, um deslocamento da tampa do caixão em seu túmulo foi constatado. Sendo assim, foi observado que seu corpo não se encontrava na mesma posição original. Além de conter marcas de unhas no caixão, mãos e rosto. O que explica o fato é que a jovem, provavelmente, sofria de catalepsia, estado em que a pessoa parece morta, mas não está. Por isso, no seu mausoléu existe uma estátua da jovem abrindo uma porta, como símbolo do ocorrido com a menina. Hoje em dia, Rufina chora seu coração partido pelos corredores do Cemitério da Recoleta. Seria mais uma das lendas de Buenos Aires?

Uma história de amor como Romeu e Julieta na Argentina?

Você conhece a linda Basílica do Santíssimo Sacramento de Buenos Aires? A igreja foi construída a pedido de Mercedes Castellanos de Anchorena, de uma família aristocrática portenha do século passado. O local foi escolhido para ser o sepulcro da família e ficava a 120 metros do Palácio Anchorena, a então residência da família. Desse modo, poderia contemplar da janela do seu quarto a bela construção e orar todas as manhãs. 

lendas de Buenos Aires

Do outro lado da lenda, está a família Kavanagh. O edifício Kavanagh em frente à Praça San Martín, foi por muito tempo o mais alto do país. Mas o mais interessante sobre essa construção é que foi erguida como símbolo de vingança de um amor proibido, bem ao estilo Romeu e Julieta. A jovem Corina foi impedida por Mercedes de viver sua paixão com um Anchorena. Como uma mulher de posses, Corina resolveu, então, investir na estruturação de um prédio que escondesse completamente a visão que os Anchorena tinham da igreja. 

lendas de buenos aires

A vingança deu tão certo que, atualmente, é realmente impossível avistar a basílica que acabou apagada na paisagem portenha. Para acessar a belíssima igreja só é possível fazer através de uma rua estreita, a passagem Corina Kavanagh. Portanto, não deixe de fora do seu roteiro.

Quer conhecer mais detalhes sobre o Edifício Kavanagh? Acesse!

Táxi fantasma no Cemitério da Chacarita

lendas de Buenos Aires

Das tantas lendas de Buenos Aires, essa é, certamente, uma das mais macabras. Não é pra menos, já que envolve um cemitério. Porém, curiosamente, se passa do lado de fora. Caso você visite o Cemitério da Chacarita, onde descansa o corpo do famoso cantor de tango Carlos Gardel, não volte de táxi

lendas de Buenos Aires

Isso mesmo. Reza a lenda que existe um taxista pálido e extremamente magro que só pega passageiros nesse ponto. Ao entrar o frio no carro é intenso e as janelas travadas. Assim, o frio que invade o corpo transforma o passageiro em pele e osso e a corrida termina no mesmo ponto de partida: o cemitério. Na dúvida, nada de sair da Chacarita de táxi!  

Gardel visita os vivos no Shopping Abasto

lendas de Buenos Aires

Carlos Gardel estaria vivo? O ilustre morador de um dos maiores cemitérios do mundo, o mencionado na história acima, faleceu em 1935, supostamente. Um acidente de avião vitimou o cantor mais famoso da história argentina e que fez a fama do bairro de Abasto

lendas de Buenos Aires

Entretanto, é dito que Gardel tenha sobrevivido, porém com o rosto desfigurado. Desde então, já que seria impossível reconhecê-lo, vaga pela cidade e assim tornou-se uma das lendas de Buenos Aires. Especialmente na região do Shopping Abasto onde ele assombra pelas madrugadas. Assim, tornou-se mais uma das lendas de Buenos Aires. 

Conheça mais sobre Carlos Gardel e o bairro de Abasto. 

Dica Aguiar

lendas de Buenos Aires

E aí, ficou animado com as lendas de Buenos Aires? Se quiser saber que outras histórias cheias de mistérios, fantasmas e paixão as ruas da cidade podem te contar, temos uma dica.  Até que as fronteiras estejam abertas para que você possa visitar pessoalmente cada um dos lugares relatados, há também um livro interessante sobre o assunto. O “Guia Secreto de Buenos Aires”, do jornalista Duda Teixeira, reúne outras tantas curiosidades e histórias sobre a capital argentina. Você encontra disponível em livrarias online, assim, já se prepara para a sua futura viagem. Boa leitura!

Se está planejando sua viagem a Buenos Aires te recomendamos BAIXAR NOSSO APLICATIVO com dicas, lista de restaurantes, hotéis e passeios, se inscrever em nosso CANAL DO YOUTUBE com vídeos e dicas semanais e nos SEGUIR NO INSTAGRAM para acompanhar nossos posts direto de Buenos Aires.

Tem alguma dúvida?

Mês da viagem

Nome

Email

Duvida

Deseja receber nossas ofertas?