Museu Belas Artes de Buenos Aires: Um Percorrido Pela História da Arte

Bem ali, no coração do bairro Recoleta, na Avenida Del Libertador 1473, entre o Cemitério da Recoleta e a Flor Metálica, se encontra um edifício que é destino obrigatório para os amantes de arte que passam pela cidade. Trata-se do belíssimo e encantador Museo Nacional de Bellas Artes (conhecido em português como o Museu Belas Artes de Buenos Aires), um dos mais importantes da América Latina e o que conta com o maior patrimônio artístico da Argentina.

Museu Belas Artes de Buenos Aires: um percorrido pela história da arte

Apesar de hoje ser um dos pontos mais chamativos da região, o Museu Belas Artes de Buenos Aires nem sempre esteve por ali. Foi inaugurado primeiramente em 1896, com apenas 163 obras, no edifício Bon Marché na Calle Florida, hoje conhecido como as Galerias Pacífico. Idealizado por Eduardo Schiaffino, um dos fundadores da Sociedade de Estímulo a Belas Artes, o museu pretendia fazer uma leitura da história da arte através de sua coleção.

Após diversas aquisições e doações o patrimônio do museu havia se multiplicado por vinte e o espaço já era insuficiente. Então em 1909 foi transferido para o edifício Pabellón Argentino, na Plaza San Martin, onde permaneceu por duas décadas. Novamente o museu precisava de mais espaço e decidiram reutilizar, após diversas obras, o espaço que antes era a casa de bombeamento e água potável da cidade, tornando-se a sede atual e definitiva no bairro Recoleta, inaugurada em 1933.

Nos próximos anos que se passaram o Museu Belas Artes de Buenos Aires passou por diferentes curadores e gestões, o que trouxe ao museu diversas e variadas obras do mundo inteiro, desde importantíssimas obras internacionais, obras nacionais contemporâneas, até esculturas. Fato é que hoje o museu ainda segue a ideia original de seu fundador, fazendo um percorrido na arte desde a idade média até o século XXI, divididos em escolas, períodos, estilos e autores, contabilizando em mais de duas mil obras.

Entre os mais importantes é possível citar Picasso, Monet, Van Gogh, Renoir, Francisco de Goya, Manet, Rodin, Rembrandt e muito mais. Além, é claro, dos importantes artistas argentinos como Benito Quinquela Martin, Cándido Lopez, Lino Enea Spilimbergo, Prilidiano Pueyrredón, Fernando Fader, Antonio Berni, Carlos Alonso e Antonio Seguí.

O Museu Belas Artes de Buenos Aires está também sempre renovando suas exibições, seja em pinturas oufotografias em uma extensa programação. Há também cursos, atividades para crianças e uma biblioteca com mais de 150 mil exemplares sobre arte. Ou seja, se gosta de arte e deseja visitá-lo, é bom que vá com tempo para poder percorrer o máximo que possa.

Serviço:

O Museu Belas Artes de Buenos Aires abre de Terça a Sexta de 12h30 a 20h30, Sábados e Domingos de 9h30 a 20h30, com entrada livre e gratuita. O museu permanece fechado às segundas.

Se está planejando sua viagem a Buenos Aires te recomendamos BAIXAR NOSSO APLICATIVO com dicas, lista de restaurantes, hotéis e passeios, se inscrever em nosso CANAL DO YOUTUBE com vídeos e dicas semanais e nos SEGUIR NO INSTAGRAM para acompanhar nossos posts direto de Buenos Aires.

Tem alguma dúvida?

Mês da viagem

Nome

Email

Duvida

Deseja receber nossas ofertas?

By |2018-08-07T12:56:46+00:00abril 22nd, 2016|Categories: ARTE + CULTURA, Blog, PASSEIOS + PONTOS TURÍSTICOS|Comentários desativados em Museu Belas Artes de Buenos Aires: Um Percorrido Pela História da Arte

About the Author:

Haendel Dias
Haendel Dias. Mineiro, recém legalmente portenho. Obcecado e graduado em Cinema. Ansioso, insone, cruzeirense e cervejeiro. Comanda os vídeos da Aguiar e assina diversos posts do blog. Aos 15 anos sonhava em ter uma banda, hoje, em ter um bar e milhas vitalícias. É editor de vídeo, musicalmente difícil de agradar, compulsivo, aficionado em astronomia e psicologia. Lê e escreve religiosamente histórias de suspense e complexidades humanas.