Paseo de la Historieta, uma homenagem aos quadrinhos argentinos

 

Programa tão original quanto divertido, o Paseo de La Historieta é um circuito de rua que passa pelos bairros de San Telmo, Montserrat e Puerto Madero. Trata-se de uma homenagem às principais tirinhas da história dos quadrinhos argentinos. Além das esculturas, o percurso conta também com murais alusivos ao tema.

 

PASEO DE LA HISTORIETA, UMA HOMENAGEM AOS QUADRINHOS ARGENTINOS

 

Paseo de La Historieta

 

 

O passeio não poderia começar senão por ela: Mafalda, a crítica e reflexiva garotinha de 6 anos, mundialmente famosa, criada por Quino em 1964. Desde agosto de 2009, ela se encontra na esquina das ruas Chile e Defensa, à espera dos visitantes. A pedido dos moradores do bairro, em setembro de 2014 ganhou a companhia de dois de seus melhores amigos: Manolito e Susanita. Muitos deixam para visitar a estátua e já dar um pulo na incrível Feira de San Telmo que ocorre aos domingos. 

 

PARA QUEM ADORA A MAFALDA. ACESSE AGORA NOSSO POST SOBRE A PERSONAGEM

 

ISIDORO CAÑONES

 

isidoronew

 

Caminhando pela rua Chile até Balcarce, encontra-se Isidoro Cañones, criado por Dante Quinterno em 1935. Típico representante do “playboy” portenho, é esperto e picareta, mas também carismático. Brincalhão, é um sedutor que gosta de boa vida.  É padrinho de Patoruzú, outro personagem homenageado no circuito.

 

LARGUIRUCHO E SUPER HIJITUS 

 

superHijitus_larguirucho_980_paseos_historieta_0

 

O passeio segue por Balcarce até a esquina com México, onde a homenagem é para García Ferré, com Larguirucho e Super Hijitus, ambos criados em 1955. Muito querido pelo público infantil, Larguirucho tem atitudes e expressões bem argentinas. É distraído, ingênuo e de bom coração. Super Hijitus é terno e vive com seu fiel cão Pichichus. Torna-se um super herói  diante de uma injustiça, quando adquire superpoderes a partir de seu chapéu.

 

MATÍAS

 

matias

 

Seguindo por Balcarce, entre as ruas México e Venezuela, está Matías, um travesso e simpático garotinho criado por Fernando Sendra em 1993. Típica criança da classe média urbana, vive entre a escola, a casa e o bairro onde mora. Personagem infantil que pensa com humor sobre a vida dos adultos.

 

DON FULGENCIO

 

don_fulgencio

 

Criado em 1938 por Lino Palacio, Dom Fulgencio está nas esquinas das ruas Balcarce e Venezuela. É um personagem que nos faz lembrar a criança que temos dentro. Um senhor inocente e bonachão, que se nega a crescer.

 

CLEMENTE

 

paseo historieta clemente_0

 

Ainda na rua Balcarce, entre Venezuela e a avenida Belgrano, encontra-se Clemente, de Caloi.

Apaixonado por futebol, sonha em um dia jogar pelo Boca Juniors e assim chegar à seleção argentina. Personagem crítico da realidade do país, Clemente foi criado em 1973. Espera os visitantes sentado em uma arquibancada.

 

Faça uma visita ao estádio do Boca Juniors, o emblemático La Bombonera.

 

CHICAS DIVITO

 

chicas divito

 

Na esquina de Belgrano e Balcarce, as Chicas Divito, de Guillermo Divito, exalam sensualidade, com suas cinturas finíssimas e largas cadeiras.  As Garotas Divito marcaram a moda urbana argentina dos anos ’50 e ’60.

 

PATORUZÚ

 

patoruzu (1)

 

No encontro de Belgrano e Paseo Colón, está Patoruzú, criação de Dante Quinterno, de 1936. Esse cacique tehuelche é um homem puro, generoso, valente e solidário, além de modesto.

Amante da natureza e protetor do meio ambiente, tem a integridade do homem do campo.

 

PATORUZITO E ISIDORITO

 

patoruzito_980_1

 

O percurso segue com mais uma homenagem a Dante Quinterno.  Também na Avenida Belgrano, entre Paseo Colón y Azopardo, estão Patoruzito e Isidorito. O primeiro representa a Patoruzú em sua infância e adolescência. Um garoto nobre, valente e generoso. Seu amigo Isidorito é o oposto de tudo isso e se tornaria mais tarde o padrinho Isidoro, símbolo da malícia e da astúcia portenhas.

 

GATURRO

 

gaturro

 

Seguindo por Belgrano e entrando por Azopardo, encontra-se Gaturro, um simpático felino criando por Nik em 1993 e adorado pela criançada. Travesso, sonhador, criativo e transgressor, vive com uma família de classe média argentina com um casal e dois filhos.

 

DON NICOLA

 

don nicola

 

O próximo ponto do passeio está em Puerto Madero, no encontro da Avenida Alicia Moreau de Justo y Azucena Villaflor: Don Nicola, criação de Hector Torino em 1937. Esse simpático imigrante italiano, dono de um cortiço no bairro La Boca falava em “cocoliche” (mistura de italiano e castelhano), enquanto tentava lidar com as exigências de seus inquilinos. Don Nicola era uma caricatura amável da vida cotidiana e seus personagens.

 

NEGRAZÓN E CHAVETA

 

negrazon y chaveta

 

Próximo dali, em Juana Manso e Marta Lynch, Negrazón e Chaveta dão um colorido especial ao Dique 3 de Puerto Madero. Os personagens estão em uma moto “Puma”, fabricada em Córdoba, símbolo da industrialização do país no período. Criados por A. Cognigni, em 1971, conquistaram os leitores com reflexões e diálogos delirantes, recheados de uma linguagem própria e cheia de modismos.

 

DIÓGENES E EL LINYERA (DIÓGENES E O MENDIGO)

 

diogenes

 

Seguindo pela Avenida Marta Lynch, nos encontramos com Diógenes e el Linyera, criação conjunta do desenhista uruguaio Tabaré e dos roteiristas Abrevaya e Guinzburg. Apareceu pela primeira vez em 1977. Companheiros de aventuras e desventuras, o mendigo é um personagem preguiçoso e dorminhoco, enquanto Diógenes é seu amigo fiel, que o segue por todo lado. Os diálogos, breves, apontam para a crítica social e política.

 

LANGOSTINO E CORINA (CAMARÃO PISTOLA E CORINA)

 

langostino

 

Langostino e Corina, dupla criada por Eduardo Ferro em 1945, são os próximos personagens desse lúdico percurso. O doce e filosófico marinheiro navega com sua lancha em meio ao Parque Mujeres Argentinas. A tirinha destaca-se por seus recursos gráficos e o uso de metáforas visuais e onomatopeias. Os monólogos do personagem também estão recheados de humor.

 

INODORO PEREYRA E MANDIETA

 

inodoro

 

Criação de Roberto Fontanarrosa, de 1972, a dupla também encontra-se no Parque Mujeres Argentinas. Inodoro Pereyra é uma paródia do estereótipo do gaúcho dos pampas argentinos.

Solitário, mas sempre acompanhado de seu cachorro Mendieta, reflexiona sobre a vida e recebe estranhos em seu pobre rancho, dando conselhos de modo singular.

 

LA JIRAFA

 

jirafa_0

 

O Paseo de la Historieta termina com La Jirafa, de Guillermo Mordillo, que recebe os visitantes na porta do Museu do Humor, na Avenida de los Italianos. Mordillo ganhou fama internacional com desenhos humorísticos mudos, que em geral referem-se a temas como o amor e o esporte e incluem animais dentro de suas criações.

E aí gostou?

By |2015-10-04T12:02:26+00:00outubro 4th, 2015|Categories: Blog|Comentários desativados em Paseo de la Historieta, uma homenagem aos quadrinhos argentinos

About the Author:

Adriana Albuquerque
Piauiense de nascimento, cearense de coração e casada com um portenho, Adriana adotou Buenos Aires há 9 anos. Ela é formada Comunicação Social e mãe de uma adolescente e de um filho pequeno. Uniu-se à equipe da Aguiar para produzir posts para o blog e hoje é a nossa redatora mais ativa. Provavelmente você já leu e anotou uma dicas que ela passou. Apaixonada pelo Brasil, aprendeu a amar também Buenos Aires. Já não pode viver sem mate, o chimarrão local. Adora ler, comer e viajar.