San Telmo em Buenos Aires: nenhuma viagem a Buenos Aires estaria completa sem uma visita a um dos bairros mais simpáticos, agradáveis e interessantes da capital portenha, San Telmo. E como é bom conhecê-lo. O bairro que mais preserva a tradição e a cultura argentina em toda a cidade, tornando-se o lugar principal da vida artística e boêmia de Buenos Aires.

San Telmo em Buenos Aires

O bairro San Telmo em Buenos Aires é um dos mais antigos da cidade, tendo sido a casa de diversas famílias ricas e aristocratas, até que em 1871, durante uma epidemia de febre amarela, obrigou as mesmas famílias a se mudarem para o norte da cidade, deixando os casarões coloniais para as famílias mais simples, de trabalhadores e imigrantes europeus.

Todos esses anos se passaram, o bairro foi cuidadosamente conservado, e desde então se firmou como um dos lugares mais interessantes da cidade, para quem quer visitar ou morar.

Veja dicas do que fazer em San Telmo

Cultura e tradição

Toda a tradição continua por lá, elegantemente conservada, desde os casarões coloniais, as ruas de pedras, os cafés e os bares, o tango e a boêmia. Basta uma breve caminhada pelo bairro para se ter noção da sua história cultural, mas se você está atrás de uma boa e completa experiência portenha, nada mais interessante do que tirar um dia para conhecer esse maravilhoso cantinho da cidade.

Conheça os pontos turísticos de San Telmo e monte seu roteiro

A tradicional gastronomia local

San Telmo é bastante conhecido e visitado por sua incrível gastronomia. Ao longo de sua extensão, são centenas de restaurantes, das mais tradicionais casas de parrillas de clássica decoração portenha, até os elegantes e modernos restaurantes, sendo possível achar boa culinária para todos os gostos e estilos, de todos os cantos mundo. Além disso, há também uma grande concentração de tradicionais cafeterias de esquina, onde até hoje moradores sentam para tomar um bom café e escutar tango.

Descubra nossos restaurantes favoritos em San Telmo

A transcendente arte local

Outra forte característica do bairro San Telmo em Buenos Aires é o movimento e circuito artístico, algo que se tornou cada vez mais comum e frequente ao longo dos anos. Não há como explicar, mas existe algo no bairro que respira arte e cultura. Tem de tudo um pouco: pintores, músicos, artistas de marionete que contam histórias folclóricas, além de outros vários artistas de rua que estão sempre lá dando ao bairro novas cores e sons. Vale ainda destacar as inúmeras livrarias, sebos, lojas de discos, antiguidades e raridades espalhadas pelo bairro.

o que comprar em buenos aires

Aos domingos tudo se transforma, afinal, é o dia da famosa Feira de San Telmo. Estendendo-se por quase um quilômetro na Calle Defensa, a feira que começou como uma simples feira de antiguidades, hoje expõe artesanato, roupas, souvenires, artes, livros, comidas típicas, couros, além dos próprios artistas de rua e música ao vivo. Reúnem cerca de 10 mil pessoas todos os domingos, de 10 às 17h, em sua maioria turista.

O post completo sobre a Feira de San Telmo você encontra aqui

A pulsante vida noturna

Como foi dito, não é de hoje que a vida noturna e boêmia está presente e forte no bairro San Telmo. No entanto, nos últimos anos, o bairro se firmou como um grande ponto de encontro para jovens de toda a cidade. São centenas de estabelecimentos, dos mais simples bares, aos inovadores e curiosos pubs de cerveja artesanal e sofisticados drinques, até mesmo casas de shows com muita música e descontração, firmando-se como um excelente local para se divertir com amigos.

Saiba onde tomar as melhores cervejas artesanais em San Telmo

A eterna variedade de interesses

Como se tudo isso não fosse o suficiente, San Telmo ainda tem muito mais a oferecer! Como por exemplo, o famoso Monumento Mafalda, cantinho reservado à simpática personagem dos quadrinhos do desenhista Quino, localizada no cruzamento da Calle Defensa e Chile, logo à frente do prédio onde seu criador viveu. O monumento faz parte do Paseo de la Historieta, uma homenagem às principais tirinhas da história dos quadrinhos argentinos. Além das esculturas, o percurso, que chega até Puerto Madero, conta também com murais alusivos ao tema.

Há também o Mercado de San Telmo, lugar destinado a brechós, antiguidades, sebos, além de tendas com queijos, vinhos, salames e condimentos. Além disso, o famoso Museu de Arte Moderno, que procura expor o que há de mais interessante e importante nas novas tendências artísticas de vanguarda. Ou o Museu Histórico Nacional, dedicado à história Argentina. E ainda belos e emblemáticos pontos como a Iglesia Ortodoxa Rusa de la Santísima Trindad, a Parroquia de San Pedro Telmo, e muito mais.

<