5 praças de Buenos Aires que você precisa conhecer

Hoje resolvemos listar aqui no blog 5 praças de Buenos Aires que adoramos. Tem praça em Recoleta, Palermo, San telmo, Centro histórico e Retiro. Tem praça histórica, verde e até para quem gosta da vida noturna. A seguir, 5 praças de Buenos Aires que você precisa conhecer!

5 praças de Buenos Aires que você precisa conhecer

As praças de Buenos Aires são um atrativo a parte na cidade. Muitos turistas antes de chegar pensam que Buenos Aires é 100% urbana e não sabem que na verdade é uma cidade ampla, verde e perfeita para caminhar. Um lugar que nos convida a contemplação, a longas caminhadas e a paradas estratégicas, seja para tirar fotos ou para curtir a paisagem enquanto repomos as energias com um alfajor ou um cafezinho.

Praças de Buenos Aires: Praça San Martín

Vou começar pela minha preferida e que foi amor à primeira vista, razão pelo qual me apaixonei pela cidade e que me fez morar ao lado dela por muitos anos. A Praça San Martín é uma das mais antigas e importantes da capital portenha. Ideal para fazer uma pausa nos passeios e desfrutar a natureza, aproveitando para conhecer monumentos e edifícios vizinhos.

#DICA: APROVEITE A PASSAGEM PELA CALLE FLORIDA PARA CONHECER ESSA PRAÇA LINDA!

É um agradável espaço verde em meio ao bairro de Retiro, com árvores e gramados bem cuidados, belos canteiros de flores e amplas alamedas. Está rodeada por importantes edifícios. Entre eles, destacam-se o Palácio Paz – onde hoje funciona o Círculo Militar – e o edifício Kavanagh (foto),o mais alto da América do Sul quando foi inaugurado, em 1936, declarado pela UNESCO Patrimônio Mundial da Arquitetura da Modernidade em 1999. Destaque também para o Palácio San Martín e o Plaza Hotel, inaugurado em 1909 como o primeiro da cidade de categoria internacional. Também foi na época o edifício mais alto de Buenos Aires.

SAIBA MAIS SOBRE OS ATRATIVOS DA PRAÇA SAN MARTIN

Praças de Buenos Aires: Praça Francia em Recoleta

A Plaza Francia encontra-se no cruzamento das avenidas Del Libertador e Pueyrredón, na Recoleta. Foi desenhada pelo famoso paisagista Carlos Thays (o mesmo do Jardim Botânico em Palermo). O escultor francês Edmond Peynot foi o responsável pelo seu monumento central, chamado “Francia a la Argentina” (“França à Argentina”), um presente da comunidade francesa ao país por ocasião do Centenário da Revolução de Maio (1910).

Em frente à verdadeira Plaza Francia, atravessando a Avenida Del Libertador, está a Plaza Intendente Alvear, confundida por muitos com a primeira. A feirinha de artesanato da Recoleta que hoje está nesta praça, acontecia originalmente na Plaza Francia. Quando a feira se mudou à Plaza Intendente Alvear, continuou sendo chamada de Feria de Plaza Francia, ou como todos conhecem hoje em dia, feirinha de artesanato da Recoleta, daí a confusão com os nomes das praças.

PARA SABER MAIS SOBRE A PRAÇA E A FAMOSA FEIRINHA, CLIQUE EM NOSSA MATÉRIA COMPLETA

Praças de Buenos Aires: Praça de Maio

Sempre presente em todos os roteiros turísticos em Buenos Aires, está a emblemática Plaza de Mayo (ou para os brasileiros Praça de Maio), reunindo o maior acervo pontos de interesse e atração na cidade, e o epicentro da história e política Argentina. A praça é a mais antiga da cidade e seu nome é em homenagem a Revolução de 25 de Maio de 1810, que ocorreu na mesma praça e deu início a independência argentina.

Ao seu redor, estão alguns dos mais elegantes edifícios da cidade, com os seus encantadores desenhos arquitetônicos europeus. Há anos a praça se converteu em um palco de diversas manifestações políticas e o lugar de reunião de Madres de Plaza de Mayo, as mães que reivindicam o desaparecimento de seus filhos durante o processo militar argentino.

CLIQUE AGORA PARA CONHECER CADA ATRATIVO DESSE CARTÃO POSTAL

Praças de Buenos Aires: Praça Serrano em Palermo

Efervescente, plural e pulsante, a vida na área de Palermo Soho gira em torno da Plaza Serrano, que congrega arte, moda e vida noturna. A Praça Serrano está localizada no coração de Palermo Soho, uma das áreas mais sofisticadas de Buenos Aires, local de lojas de roupa de design, de galerias de Arte e de uma grande variedade de bares e restaurantes. Rebatizada com o nome de Julio Cortázar, em 1994, em homenagem a um dos ícones da literatura latino-americana dos anos 60 e 70, a Praça Serrano continua sendo chamada pelos portenhos por seu nome original.

Zona de confluência de artesãos, artistas plásticos e designers de moda, nos fins de semana a Praça Serrano é palco de uma feirinha de artesanatos e roupas de produção independente. No local, é possível comprar também livros, discos, móveis e acessórios. Em meio ao público, músicos e artistas de rua contribuem para criar um ambiente leve e festivo. A tradicional feira de artesanatos da Praça Serrano funciona todos os fins de semana, das 10h às 20h,e reúne mais de 40 artistas. A feira cresceu tanto que hoje ocupa vários bares e restaurantes dos arredores. Estes estabelecimentos cedem seu espaço durante o dia para os jovens designers da moda independente exporem seus trabalhos.

CLIQUE AQUI PARA LER MAIS SOBRE A SERRANO!

Praças de Buenos Aires: Praça Dorrego em San Telmo

A Praça Dorrego é o coração de San Telmo, um dos bairros com mais identidade de Buenos Aires. Ponto de encontro de moradores e turistas para cervejinha e bate-papo, endereço de conhecidos cafés e lugar de partida para a visita dos pontos turísticos da região. A pracinha ficou famosa por seu vibrante mercado de antiguidades no domingo e foi recentemente reformada. Mas se a sua viagem não inclui este dia da semana na cidade, não se preocupe, vá no sábado que região é igualmente interessante e guarda uma atmosfera de cidade do interior.

Hoje em dia, é um animado centro de bares e cafés, com muitos antiquários pela região e apresentações de tango ao ar livre. O melhor dia para visitá-la é o domingo, quando a Praça Dorrego abriga o famoso mercado de antiguidades San Telmo. Ao longo da rua Defensa, começando quase na Casa Rosada, a Feira de San Telmo oferece uma série de barracas coloridas que vendem antiguidades, artesanato, roupas de couro, prata e obras de arte locais. Se você quiser comprar lembranças e souvenirs, este é o lugar! Se estiver visitando a Praça no domingo, não perca a Milonga del Panuelo Blanco, que se arma no final da tarde depois que se desmontam as barracas. No sábado, sem a feira, a pracinha é um bom lugar para tomar uma cerveja no final da tarde.

SAIBA TUDO SOBRE A PRAÇA DORREGO NESSE POST!

Se está planejando sua viagem a Buenos Aires te recomendamos BAIXAR NOSSO APLICATIVO com dicas, lista de restaurantes, hotéis e passeios, se inscrever em nosso CANAL DO YOUTUBE com vídeos e dicas semanais e nos SEGUIR NO INSTAGRAM para acompanhar nossos posts direto de Buenos Aires.

Tem alguma dúvida?

Mês da viagem

Nome

Email

Duvida

Deseja receber nossas ofertas?

By |2018-09-27T22:49:59+00:00setembro 29th, 2017|Categories: ARTE + CULTURA, Blog, PASSEIOS + PONTOS TURÍSTICOS, ROTEIROS + DICAS|Comentários desativados em 5 praças de Buenos Aires que você precisa conhecer

About the Author:

Larissa Cavalcante
Formada em Jornalismo, com especialização em Comunicação Corporativa e estudante de Publicidade, Larissa coordena a Comunicação da Aguiar. No setor, administra o blog e redes sociais, além de comandar a assessoria de imprensa. Viveu em Buenos Aires e acha que ela é a cidade mais linda do mundo! Não sabe se ama mais os Bosques de Palermo ou os Bares de San Telmo. Natalense, apaixonada por viagem, tem um filho cachorro e um namorido que é seu parceiro nos roteiros de viagem que ela mesma cria.